jump to navigation

Smash: o novo seriado musical 2 de fevereiro de 2012

Posted by Cássia Alves in #ficadica.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Smash é a mais nova série que está dando o que falar. Ela conta a história de duas cantoras que concorrem pelo papel de Marilyn Monroe em um musical da Broadway. Com um elenco bem interessante, com Julia Houston, Debra Messing (amor eterno desde Will&Grace!), Christian Borle, Megan Hilthy, Jaime Cepero, Raza Jaffrey e Katherine McPhee (vice-campeã da quinta temporada do American Idol), está pra estrear em breve na TV (por informação do Marcio, já está disponível na iTunes).

A produção é de ninguém menos que Steven Spielberg, com as composições musicais produzidas por Marc Shaiman e Scott Whittman, que também estavam na produção de Hairspray, o longa de 2007. Craig Zadan e Niel Meron, que também estiveram em Hairspray e em Chicago, completam a lista.

Senhoras e senhores, é oficial! Quem ama musicais está mais do que ansioso pela estreia dessa nova série!

*Agradecimentos especiais para o André, que compartilhou este vídeo comigo ontem no Gtalk. Tks, SEU LINDO! 😉

Porque o filme do Tintin é ótimo 28 de janeiro de 2012

Posted by Cássia Alves in #ficadica, Cinema.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
2 comments

*Atenção: este texto pode conter spoilers.

Ontem fui à sala IMAX do Shopping Bourbon para me encontrar com um pedaço da minha infância. Já tinha ido à sala no início do ano passado, para ver Tron:Legacy. Coincidentemente, retornei em janeiro para ver algo que remetia aos meus tempos de criança. Além do cinema mais legal da cidade, com aquela sensação incrível de assistir a um filme em alta definição, “As Aventuras de Tintin: O Segredo do Licorne” é um deleite para os fãs que amavam as aventuras do jornalista belga.

Logo no início do filme, lembramos do início do desenho ou do gibi, com Tintim no mercado de pulgas – porém, dessa vez com um desenhista (uma referência e uma homenagem ao próprio Hergé) fazendo um retrato do repórter, que sai no traço do original. Enqunto a cena rola, outras imagens de outros personagens da série são mostrados nos desenhos do artista do mercado de pulgas. Já comecei emocionada.

A partir daí, as referências não param mais. Spielberg e Peter Jackson fizeram adaptações para sua versão da história de Tintin, buscando trechos de outros gibis para compor a história, como “O Caranguejo das Tenazes de Ouro”. Confesso que tive um pouco de medo da mistura, mas tudo foi muito bem encaixado e não agrediu a integridade da história de Hergé e preservou a criatividade da dulpa Spierbielg/Jackson.

Outra parte muito boa é quando Tintim descobre o pergaminho escondido no mastro do modelo do Licorne e entra em uma espécie de escritório em seu apartamento, em busca de uma lupa. Neste escritório, as paredes estão repletas de reportagens que remetem a outros gibis de Tintim, contando suas aventuras e grandes reportagens. Outro destaque é o trabalho de computação gráfica: os personagens ganharam vida e se eu tivesse imaginado-os reais, seriam mais ou menos assim. Um exemplo é o Alan, o imediato do Capitão Haddock e os detetives Dupont e Dupond:

No mais, é filme de aventura, como Spielberg gosta de fazer. E um filme precioso e para fanboys, respeitando o que Peter Jackson sabe fazer de melhor! 🙂 Nem preciso dizer o quanto recomendo, não é?

(Obs: as imagens do post foram retiradas do tintimportintim.com, o blog que só fala de Tintim. Um grande achado nessa vida!)

%d blogueiros gostam disto: