jump to navigation

Sono 10 de fevereiro de 2009

Posted by Cássia Alves in Crônica.
Tags: ,
trackback

Caí no sono. Inevitável, o balanço do ônibus somado ao dia longo de trabalho iriam me vencer. Ainda somava-se o caminho extenso de mais de duas horas que me separa de casa. Esta era minha realidade até 2006, quando ainda morava com meus pais na zona sul paulistana, e estudando e trabalhando na zona oeste. Quantas vezes perdi o ponto…! Precisei uma vez até pegar táxi para voltar o caminho, pois estava no último ônibus da linha.

Hoje moro praticamente ao lado do trabalho. Passei por todas as dificuldades ao sair da “casa-de-mamãe”, abrindo mão de todas as regalias, mas o conforto de poder dormir as tão sonhadas oito horas por dia eram o mérito alcançado. Mas… será que é tão mérito assim dormir tudo isso? Um terço do dia, em que eu poderia fazer muito pela minha evolução profissional, pessoal e até mesmo social estando acordada? Conheço muita gente que pensa assim, e confesso que em determinados momentos concordo com isso.

Esses dias que vivemos exigem cada vez mais dos nossos organismos e mentes, mas sempre dentro das vinte e quatro horas. Como se fosse possível aumentar as tarefas e o tempo continuar assim, o mesmo. Mas você aí já não desejou que o dia tivesse trinta horas para que pudesse fazer tudo que precisa? E o descanso? Vai dizer que já não desejou poder ficar em casa dormindo em vez de enfrentar a jornada de trabalho? É, paradoxal, e muitos passam pelas duas dúvidas, um pouco mais de cada uma, dependendo do ramo de trabalho e da vontade de trabalhar.

Conheci homens de quase sessenta anos que dormiam quatro horas por noite para conseguir trabalhar o quanto gosta e precisa. Já conheci pessoas com menos da minha idade que fazem questão de suas doze horas de sono diárias.Eu adoro descansar e curtir a minha leseira, mas confesso que sou daqueles inquietos que precisam fazer algo pelo mundo para se sentir melhor. Ainda não sei como estarei daqui a alguns anos, se dormindo muito ou pouco, só sei que todas as vezes que precisar percorrer longas distâncias e não estiver dirigindo, o sono sempre será bem-vindo.

Comentários»

1. André - 12 de fevereiro de 2009

Sou 100% pró-sono! Dormir pra mim é algo que me faz bem, melhora o humor! mas se tenho algo pra fazer que empolgo, esquece! Dormir vira supéfluo…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: